Translate

terça-feira, 22 de novembro de 2016

ESCATOLOGIA DO APOCALIPSE 1.

APOCALIPSE, CAPÍTULO 1

postado em: 13/2/2008
 
Apocalipse, Capítulo 1

A Bíblia é um livro que deve ser estudado com a mente aberta e o coração puro e receptivo.

O Apocalipse é um livro que utiliza muitos símbolos, porém, todos eles são explicados pela própria palavra de Deus.

Para compreender o Apocalipse, é preciso ter em mente que ele é um resumo de toda Bíblia. Portanto, para entendê-lo é preciso consultar o Velho Testamento, inclusive o livro profético de Daniel e o restante do Novo Testamento.

Eis aqui uma pequena tabela de conversão dos símbolos usados no Apocalipse. Toda vez que você ler os seguintes símbolos: Entenda-se:

Animal = Rei ou Reino - Daniel 7:17, 17 e 23
Mulher = Igreja - Efésios 5:23 e 32
Água = Povos - Apocalipse 17:15
1 Dia = 1 ano - Ezequiel 4:6 e 7. Números 14:34
Ventos = Guerras - Jeremias 51:1-5
Chifres = Poder, Rei ou Reino - Apocalipse 17:12. Daniel 8:21 e 22/ 7:14
Tempos = Anos - Daniel 11:13
Dragão = Diabo - Apocalipse 12:9
Cordeiro = Jesus Cristo - João 1:29
Cauda = Falso Profeta - Isaías 9:15
Estrelas = Mensageiros - Apocalipse 12:4 (anjos) Daniel 12:3 (pregadores)
Apocalipse = Revelação - Apocalipse 1:1


Apocalipse 1: 1-3: "Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João Seu servo. O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto. Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo".

Revelação de quem? Deus deu a Jesus Cristo uma revelação. O Senhor então entregou a mensagem ao anjo Gabriel e este notificou ao servo João. Esta foi a ordem seguida.

Para quem? Seus servos. O que é um servo? É alguém que serve a um Senhor.

Gostaria de enfatizar a importância desta passagem. O próprio Deus deu a revelação para Jesus para que, através de Gabriel, chegasse a João, o qual foi escolhido para transmitir a mensagem a mim e a você.

Fica claro, portanto, que esta mensagem é para uma categoria especial de pessoas. São elas, os servos de Deus. Portanto, não importa se você é rico ou pobre, se é ignorante no assunto, culto, inteligente. Você não terá dificuldade em compreender este livro, se realmente tiver um coração receptivo e for um servo de Deus. A Revelação é para você.

Revelação sobre o quê? João foi escolhido por Deus para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer.

Apoc. 1:2: "O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto". Esta passagem confirma porque João, com 85 anos de idade, foi escolhido para escrever o livro. Ele escreveu sobre tudo aquilo que viu.

Apoc. 1:3: "Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo". Creio que esta seja uma das poucas, senão a única passagem bíblica em que é oferecida uma benção tríplice. Os versos também mostram que existem três estágios espirituais para todo o servo que queira conhecer as revelações de Apocalipse.

Primeiro nível: "Aqueles que lêem": São os servos que lêem a palavra, a conhecem, dedicam tempo para seu estudo;

Segundo nível: "Aqueles que ouvem": São os servos que se permitem ficar em silêncio para ouvir a voz de Deus falar ao seu coração;

Terceiro nível: "Aqueles que guardam": São os que já leram, já ouviram e agora praticam em suas próprias vidas todas as verdades bíblicas.

Apoc. 1: 4-6: "João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono. E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em Seu sangue nos lavou dos nossos pecados. E nos fez reis e sacerdotes para Deus e Seu Pai; a Ele glória e poder para todo o sempre. Amém".

Confirmação da Santa Trindade Divina saudando o povo de Deus. Quem são os sete espíritos que estão diante do trono? Sabemos que o número sete na Bíblia representa a perfeição divina, a plenitude. Aqui o sete é usado de maneira simbólica.

Sete = Número simbólico que representa a perfeição.
Espíritos = Espírito Santo de Deus.

O verso declara Jesus como o primogênito dentre os mortos. A referência é para afirmar que Jesus foi a pessoa mais importante que já experimentou a morte.

Apoc. 1:7: "Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém". Neste texto, temos a primeira promessa em Apocalipse sobre a volta de Jesus. Temos, também, a referência de como será sua vinda.

Essa passagem traz a afirmação de que todas as pessoas que estiverem vivas O verão. Também ressuscitarão no dia da volta do Senhor, aqueles que o traspassaram (todos que tiveram participação direta ou indiretamente em sua morte). Os mortos em Cristo também se levantarão dos túmulos para presenciar sua volta.

Apoc. 1:8: "Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso". Alfa é a primeira letra do alfabeto grego, ômega a última. Isso quer dizer que Deus se intitulou como sendo o início e o fim de tudo. Que promessa maravilhosa Deus faz aqui, que esperança é saber que, por maior que sejam os problemas pelos quais passamos ou vamos enfrentar, eles têm uma data certa para acabar!

Apoc. 1:9: "Eu, João, que também sou vosso irmão, e companheiro na aflição, e no reino, e paciência de Jesus Cristo, estava na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus, e pelo testemunho de Jesus Cristo".

João confessa que é nosso irmão, que foi como um de nós, cheio de problemas e provações. Aliás, ele estava preso e isolado, aos 85 anos de idade, na ilha de Patmos justamente por causa da palavra de Deus. Ele que andava com Jesus, chamado de apóstolo amado, não foi poupado das injustiças deste mundo. Muitos acreditam que seguir a Jesus é assinar uma apólice de seguro, porém aqui fica claro que mesmo João, o discípulo amado, foi alvo de injustiças e provações. Porém, ele seguiu em frente, olhando para o alto, pois sabia que havia de cumprir o propósito pelo qual foi criado.

Apoc. 1: 10: "João diz: Eu fui arrebatado no Espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta".

A real explicação para esta afirmação é que, no momento da revelação, o Espírito Santo de Deus levou a mente de João para um estado onde pudesse compreender a visão e a mensagem que iria receber. Sua alma não saiu do seu corpo e foi para algum lugar do além. Não. A Bíblia é enfática em afirmar que a vida não existe se corpo e alma não estiverem juntos. Mas o Espírito Santo impressionou a mente de João, afim de que pudesse ver.

João disse que sua visão foi "no dia do Senhor". Eis apenas algumas das diversas passagens bíblicas que afirmam que dia é esse:

Isaías 58: 12 a 14: "E os que de ti procederem edificarão as antigas ruínas; e levantarás os fundamentos de geração em geração; e chamar-te-ão reparador das roturas, e restaurador de veredas para morar. Se desviares o teu pé do sábado, de fazeres a tua vontade no meu santo dia, e chamares ao sábado deleitoso, e o santo dia do Senhor, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falares as tuas próprias palavras. Então te deleitarás no Senhor, e te farei cavalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teu pai Jacó; porque a boca do Senhor o disse".

Êxodo 20: 10 e 11: "Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor, os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou".

Lucas 4:16: "Chegando a Nazaré, onde fora criado; entrou na sinagoga no dia de sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler". Enquanto Cristo viveu na Terra, guardou e santificou o sábado, o único dia da semana que recebe este selo especial da aprovação divina: "Dia do Senhor".

Apoc. 1: 10 a 14: "E ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta. Que dizia: Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro; e o que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas que estão na Ásia: a Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia, e a Laodicéia. E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro; E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro".

João viveu com Jesus durante anos. Tinha um íntimo relacionamento com o Senhor. Por que então o verso cita que ele precisou se virar para trás para ver quem falava com ele?

Jesus esteve na terra como um homem, assim como João. Ele não O reconheceu porque a voz de Jesus mudou. Jesus apareceu a João glorificado, como o próprio Deus. Com uma voz cheia de poder.

Que sete igrejas são estas? Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia, e a Laodicéia representam os períodos e fases das igrejas de Deus na terra, desde a crucificação de Jesus e a morte dos apóstolos.

O que eram os sete castiçais de ouro? Símbolo usado para descrever as sete igrejas. Apoc. 1:20 - O mistério dos sete castiçais de ouro que viste, são as sete igrejas.
O texto trata da primeira revelação que João teve. E sua tradução é a seguinte: João ouviu Jesus falando com ele, afirmando ser o início e o fim. Jesus deu ordem para que João escrevesse tudo aquilo que visse e então mandasse para as sete igrejas, ou seja, para todos os períodos da igreja de Deus na Terra.

João disse que ao se virar, viu sete castiçais de ouro, ou seja, as sete igrejas. E, no meio desses períodos, um em especial que refletia o caráter de Jesus Cristo.

Apoc. 1:13 a 15: "No meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro. E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo. E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas".

As vestes usadas por Jesus eram as mesmas que os sacerdotes do Antigo Testamento usavam quando estavam oficiando no santuário. O relato da descrição das roupas deixa claro que, assim como existia um santuário terrestre, existe também o celestial, no qual Jesus está ministrando como sacerdote.

Voz de muitas águas = voz como de grande multidão.

Apoc. 1: 16: "E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece".

Sete estrelas = Apoc. 1:20: "O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra são os anjos das sete igrejas. Mensageiros das Igrejas. O recado aqui é para os dirigentes de Igrejas quanto à responsabilidade de pregar a palavra de Deus: a Verdade.
Jesus tem em Sua mão direita os mensageiros da Sua palavra e os sustenta com ela.

O que é a espada aguda de dois fios que saía da boca de Jesus? Hebreus 4:12: "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração"

Logo, o significado do verso é o seguinte: Jesus sustenta em Sua mão direita os mensageiros de Sua Palavra, de Sua boca sai toda Palavra de Deus - tão penetrante que, quando temos um coração receptivo, entra no íntimo da nossa mente e é capaz de mudar as intenções do coração.

Apoc. 1: 17 e 18: "E eu, quando vi, caí a Seus pés como morto; e Ele pôs sobre mim a Sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último. E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno".

Todo e qualquer ser humano no estado de pecador, não pode ver a Deus. Com João não foi diferente. Não conseguia enxergar a glória de Deus e então desmaiou. Mas Jesus o levantou com Sua mão direita e disse-lhe: "Não temas, Eu sou o primeiro e o último". Jesus também se refere como aquele que morreu, mas que hoje está vivo para todo o sempre. Jesus é o único que tem a chave da morte e das sepulturas, só Ele pode dar vida aos mortos.

Apoc. 1: 19: "Escreve as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de acontecer".

Jesus chama a atenção de João para que ele continue escrevendo tudo que diante dele tem se revelado, pois é chegada a hora de mostrar a todos seus servos tudo que há de acontecer. Para que ninguém seja enganado pela operação da mentira, todos tenham a oportunidade de tomar a sua decisão de forma livre e consciente, é preciso que estas verdades eternas sejam reveladas ao mundo.

Apoc. 1:20: "O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas".

O capítulo termina com Jesus revelando o significado das sete estrelas e dos sete castiçais.


Não Percam a Próxima Lição do Estudo "O Apocalipse & Você", que é Fantástica: "Desvendando o Apocalipse"!
 

domingo, 20 de novembro de 2016

DEUS AMA OS ESPIRITAS MAIS O ESPIRITISMO NAO.

Série Espiritismo : Saiba porque as Doutrinas Espíritas não são Bíblicas

ELE ESTA VIVO.

A Ressurreição de Jesus

Desde o momento em que Jesus foi colocado no sepulcro de José, as horas se escoavam lentamente. No primeiro dia da semana, pouco antes do amanhecer, Cristo continuava prisioneiro em Seu estreito sepulcro. A grande pedra posta à entrada do túmulo estava em seu lugar, bem como o selo romano e a guarda sentinela. (Continue lendo)

NOSS0 UNICO INTERCESSOR.

Jesus como Intercessor

A Bíblia não deixa dúvidas de que Jesus voltou para o Céu, para junto do Pai, cerca de 40 dias depois da ressurreição. Na carta aos Hebreus, capítulo 4, versículos 14 a 16, encontramos uma descrição do trabalho de Jesus no reino celestial: “Visto que temos um grande Sumo Sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que como nós, em tudo foi tentado mas sem pecado, chegamos pois com confiança ao trono da graça para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Continue Lendo…)

SIMBOLOS NA BIBLIA.

SIMBOLOS NA BÍBLIA.

Chaves para Símbolos da Bíblia


Porque as profecias Bíblicas são encobertas por símbolos?

Ele disse: “A vocês foi dado o conhecimento dos mistérios do Reino de Deus, mas aos outros falo por parábolas, para que “vendo, não vejam;e ouvindo, não entendam” (Lucas 8:10)

Muitas das profecias apocalípticas foram dadas quando os profetas estavam em terra estrangeira e hostil. Uma razão para Deus ter camuflado as profecias em símbolos era proteger as mensagens.

Animais e suas Partes

Cavalo = Força e poder em batalha. Jó 39:19, Salmos 147:10, Provérbios 21:31
Dragão = Satanás ou suas atividades. Isaías 27:1, 30:6, Salmo 74:13-14; Apoc. 12:7-9; Ezequiel 29:3, Jeremias 51:34
Besta = Reino / governo / poder político. Daniel 7:17, 23
Cordeiro = Jesus / sacrifício. João 1:29; 1 Coríntios 5:7
Leão = Jesus / poderoso rei, Babilônia. Apoc. 5:4-9, Jer. 50:43-44, Dan. 7:4,17,23
Urso = Poder Destrutivo / Medo Pérsia. Provérbios 28:15, 2 Reis 2:23-24, Daniel 7:5
Leopardo = Grécia. Daniel 7:6
Serpente = Satanás. Apocalipse 12:9, 20:2
Língua = Linguagem / Fala. Êxodo 4:10
Lobo = Inimigos disfarçados que caçam em um tempo de trevas. Mateus 7:15
Pomba = Espírito Santo. Marcos 1:10
Carneiro = Medo Pérsia. Daniel 8:20
Bode = Grécia. Daniel 8:21
Chifre = Rei ou reino. Daniel 7:24; 8:5, 21, 22; Zacarias 1:18, 19, Apocalipse 17:12
Asas = Velocidade / Proteção / Livramento. Deuteronômio 28:49, Mateus 23:37

Cores

Branco = Pureza. Apocalipse 12:9, 20:2
Azul = Lei. Números 15:38-39
Púrpura = Realeza. Marcos 15:17, Juízes 8:26
Vermelho/Escarlate = Pecado/corrupção. Isaías 1:18; Naum 2:3; Apocalipse 17:1-4

Metais, elementos e Objetos Naturais

Ouro = caráter puro, precioso e raro. Isaías 13:12
Prata = Palavras Puras e entendimento. Provérbios 2:4, 3:13-14, 10:20, 25:11, Salmos 12:6
Latão, estanho, ferro, chumbo, escória de prata = Caráter Impuro. Ezequiel 22:20-21
Água = Espírito Santo / Vida eterna. João 7:39, 4:14, Apocalipse 22:17, Ef. 5:26
Águas = área habitada / povos, nações. Apocalipse 17:15
Fogo = Espírito Santo. Lucas 3:16
Árvore = Cruz; Povo / Nação. Deut. 21:22-23, Salmo 92:12, 37:35
Semente = Descendentes / Jesus. Romanos 9:8, Gálatas 3:16
Frutos = Obras / Ações. Gálatas 5:22
Figueira = Uma nação que deve dar frutos. Lucas 13:6-9
Vinha = Igreja que deve dar frutos Lc 20:9-16
Campo = Mundo. Mateus 13:38, João 4:35
Colheita = Fim do Mundo. Mateus 13:39
Ceifeiros = Anjos. Mateus 13:39
Espinhos / Terreno Espinhoso = cuidados da vida. Marcos 4:18-19
Estrelas = Anjos / mensageiros = Apocalipse 1:16, 20; 12:4, 7-9; Jó 38:7
Jordão = morte. Romanos 6:4, Deuteronômio 4:22
Montanhas = Poderes Políticos ou poderes político-religiosos. Isaías 2:2, 3; Jeremias 17:3; 31:23, 51:24, 25; Ezequiel 17:22, 23; Daniel 2:35, 44, 45
Pedra = Jesus / verdade. 1 Coríntios 10:4, Isaías 8:13, 14, Romanos 9:33, Mateus 7:24
Sol = Jesus / o evangelho. Salmo 84:11; Malaquias 4:2, Mateus 17:2, João 8:12; 9:5
Ventos = Luta / comoção / “ventos de guerra”. Jeremias 25:31-33; 49:36, 37; 4:11-13; Zacarias 7:14

Objetos Diversos

Lâmpada = Palavra de Deus. Salmo 119:105
Óleo = Espírito Santo. Zacarias 4:2-6, Apocalipse 4:5
Espada = Palavra de Deus. Efésios 6:17, Hebreus 4:12
Pão = Palavra de Deus. João 6:35, 51, 52, 63
Vinho = sangue / aliança / doutrinas. Lucas 5:37
Mel = Vida Feliz. Ezequiel 20:6, Deuteronômio 8:8-9
Roupas = Caráter. Isaías 64:6, Isaías 59:6
Coroa = Um Governante Majestoso ou Regência. Provérbios 16:31, Isaías 28:5, Isaías 62:3
Anel = Autoridade. Gênesis 41:42-43, Esther 3:10-11
Anjo = Mensageiro. Daniel 8:16, 9:21 e Lucas 1:19, 26; Hebreus 1:14
Babilônia = Apostasia / confusão / rebelião. Gen. 10:8-10; 11:6-9; Rev. 18:2, 3; 17:1-5
Marca = Sinal ou selo de aprovação ou desaprovação. Ezequiel 9:4, Romanos 4:11 e Apocalipse 13:17; 14:9-11; 7:2, 3
Selo = sinal ou marca de aprovação ou desaprovação. Romanos 4:11, Apocalipse 7:2, 3
Vestes Brancas = Vitória / justiça. Apocalipse 19:8, 3:5, 7:14
Vasos / Potes = Pessoas. Jeremias 18:1-4, 2 Coríntios 4:7
Tempo = 360 dias de Daniel 4:16, 23, 25, 32; 7:25, Daniel 11:13 margem
Tempos = 720 dias de Daniel 7:25, Apocalipse 12:6,14, 13:5
Dia = ano Literal. Ezequiel 4:6, números 14:34
Trombeta = aviso alto da aproximação de Deus. Êxodo 19:16-17, Josué 6:4-5

Ações, Atividades e Estados Físicos

Cura = Salvação. Lucas 5:23-24
Hanseníase / Doença = Pecado. Lucas 5:23-24
Fome = escassez da Verdade. Amós 8:11

Pessoas e Partes do Corpo

Mulher, Pura = Igreja Verdadeira. Jeremias 6:2; 2 Coríntios 11:2; Efésios 5:23-27
Mulher, Corrupta = igreja apóstata. Ezequiel. 16:15-58; 23:2-21; Apoc 14:4
Ladrão = Súbita vinda de Jesus. 1 Tessalonicenses 5:2-4, 2 Pedro 3:10
Mãos = Proezas / Obras / Ações. Eclesiastes 9:10, Isaías 59:6
Testa = Mente. Deuteronômio 6:6-8, Romanos 7:25, Ezequiel 3:8, 9
Pés = sua caminhada / Direção. Gênesis 19:2, Salmo 119:105
Olhos = Discernimento Espiritual. Mateus 13:10-17, 1 João 2:11
Pele = Justiça de Cristo. Êxodo 12:5, 1 Pedro 1:19, Isaías 1:4-6
Prostituta = igreja apóstata / religião Isaías 1:21-27; Jeremias 3:1-3; 6-9

DIVERSOES PERIGOSAS.

JOGO DO DIABO.


DIABÓLICO JOGO DAS CARTAS

É comum em muitos lares o uso do jogo de cartas como passatempo e brincadeiras inocentes. Em muitos casos os que assim procedem o fazem inocentemente mas mesmo assim produzem testemunho negativo aos incrédulos, que insistem em afirmar igualdade de comportamento com os filhos de Deus.

Há cristãos nominais que ao serem advertidos, reafirmam a inocência de tal proceder. “Não há nenhum pecado num simples jogo de cartas entre pessoas crentes”, dizem. Mas o significado da própria palavra baralho, contesta tal afirmação. A palavra significa: confusão, conflito, urdidura.

Tal significado, seria suficiente para a não existência de baralhos em lares cristãos.

Quem conhece a origem das cartas de jogar, também compreende porquê as cartas estão relacionadas com as práticas satânicas, como adivinhações, esconjuração, etc.

As cartas foram criadas no ano 1392 para o uso pessoal do rei Carlos da França, visando minorar os seus sofrimentos de debilidade mental. O criador das cartas era um homem degenerado e mal, escarnecedor de Deus e seus mandamentos.

Para a sua criação maligna escolheu as figuras bíblicas. O rei representa o diaboa damaMaria, a mãe do Senhor Jesus. Assim de modo blasfemo fez de nosso Senhor um filho de Satanás.

Copas Ases representam o sangue do SenhorO Valete, o próprio Senhor JesusPaus e outros símbolos representam a perseguição e destruição de todos os salvos.

Seu desprezo pelos Dez Mandamentos foi expresso pelo número dez das suas cartas.

Quem conhece essa origem satânica do jogo das cartas, compreende também as conseqüências diabólicas que acompanhas os jogos. Não é de admirar que a adivinhação funcione tão bem com as cartas, pois são sinais diabólicos.

O professor de teologia Abraham Meister adverte contra o jogo de cartas: ``Nenhum jogador lembra da realidade de Satanás e dos demônios que estão envolvidos neste jogo``.

Como filhos de Deus não devemos nos envolver com jogos de cartas. Nem por brincadeira, pois não se brinca com Satanás.

A história da ciência oculta está estritamente ligada com a criação das cartas de jogar. Não há dúvidas que as cartas, em razão de sua origem escarnecedora, são diabólicas.

Cresce a cada dia a ação do maligno em nossa sociedade. Usando os mais variados recursos. Satanás tenta desesperadamente envolver até mesmo os salvos.

O verdadeiro crente possui outros recursos para se alegrar e divertir. Não há necessidade de se usar os meios propostos pelo maligno. O testemunho dos salvos há que comprovar o poder transformador do Evangelho. Somos novas criaturas, geradas pelo precioso sangue de Cristo, a produzir um novo estilo de vida e comportamento (Col. 3:1)

Até no divertimento, o verdadeiro salvo é diferente dos pecadores sem Cristo. Buscamos não apenas uma alegria transitória, mas a verdadeira alegria de vidas santificadas pelo Espírito Santo. Vidas que glorificam ao Senhor em todos os momentos.

IASD AGUAS LINDAS GO.

O grande Eu sou

jesusRespondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade Eu vos digo: antes que Abraão existisse, Eu sou. João 8:58.
EU SOU quer dizer uma presença eterna; o passado, o presente e o futuro são a mesma coisa para Deus. Ele vê os mais remotos acontecimentos da História passada, e o longínquo futuro com tão clara visão como vemos nós as coisas que ocorrem diariamente. Não sabemos o que se acha adiante de nós, e se o soubéssemos, isso não contribuiria para nosso bem eterno. Deus nos dá uma oportunidade de exercer fé e confiança no grande EU SOU. … Diz nosso Salvador: “Abraão, vosso Pai, exultou [“suspirou”, diz a versão Trinitariana] por ver o Meu dia, e viu, e alegrou-se”. João 8:56. Mil e quinhentos anos antes de Cristo deixar Sua veste real, Sua régia coroa, e abandonar Sua posição de honra nas cortes celestes, revestir-Se da humanidade e andar como homem entre os filhos dos homens, Abraão viu o Seu dia, e alegrou-se. “Disseram-Lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinqüenta anos e viste Abraão? Disse-lhes Jesus: Em verdade, em, verdade vos digo que, antes que Abraão existisse, Eu sou.” João 8:57, 58.

JESUS CRISTO O PROPIO DEUS.

Quem pode conhecer a Deus?


conhecer a deusPorventura, desvendarás os arcanos de Deus ou penetrarás até à perfeição do Todo-poderoso? Jó 11:7.
Não podemos, pesquisando, encontrar a Deus; Ele, porém, revelou-Se em Seu Filho, que é o esplendor da glória de Seu Pai, e a expressa imagem de Sua pessoa. Se desejarmos conhecimento de Deus, precisamos ser semelhantes a Cristo. … Viver uma vida pura pela fé em Cristo como Salvador pessoal trará ao crente mais clara e elevada concepção de Deus.

O SACRIFICIO DE CRISTO.

Cristo se sacrificou por nós

jesus sacrifícioVemos, todavia, Aquele que, por um pouco, tendo sido feito menor que os anjos, Jesus, por causa do sofrimento da morte, foi coroado de glória e de honra, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todo homem. Hebreus 2:9.
Deus criou o homem puro e santo. Mas Satanás o desencaminhou, pervertendo seus princípios e corrompendo sua mente, voltando seus pensamentos para uma direção errada. Seu objetivo era tornar o mundo inteiramente corrompido.
Cristo percebeu o temível perigo em que o homem se achava, e decidiu salvá-lo, sacrificando-Se a Si mesmo. Para que Ele pudesse realizar o Seu amoroso propósito para com a humanidade, Ele Se tomou osso dos nossos ossos e carne da nossa carne.Continuar lendo 

sábado, 26 de setembro de 2015

SAUDE ADVENTISTA.PASTOR SILMAR CRISTO.



.DOCUMENTARIO A CARNE E FRACA.


IASD AGUAS LINDAS.


MUSICA ADVENTISTA.RAFAELA PINHO.



DOM DE LINGUAS.ENTENDA O FALSO E O VERDADEIRO.


UMA MENTIRA DOS EVANGELICOS E CATOLICOS.A VERDADE SOBRE O DOM DE LINGUAS.


DOM DE LINGUAS COM PASTOR FERNANDO IGLESIAS.


PROGAMA BIBLIA FACIL.APOCALIPSE.


ESTUDO BIBLICO APOCALIPSE A RESPOSTA.


IASD AGUAS LINDAS.PEROLA


ESTUDANDO O SANTUARIO

O SANTUARIO DE DEUS

O Santuário Celestial: Centro da Fé Adventista

A Doutrina do Santuário Celeste, é um dos pilares fundamentais da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Basicamente ensina que Jesus é o Grande Sacerdote Onisciente que trabalha em prol de nossa salvação em um prédio celestial. Neste prédio fica o Trono de Deus e seus Anjos. Apenas quando Jesus terminar o trabalho que tem de fazer é que estará pronto para sua Segunda Vinda.
santuariocapa

Lição da Escola Sabatina sobre O Santuário (4° Trimestre de 2013): Programas da TV Novo Tempo e Lição Escrita

Vídeo: 

Estudo de 26 programas com Pastor Neumoel Stina

Programa A Bíblia Fácil: O Santuário de Deus –Clique aqui e assista

Estudo Simples:

1. O Santuário Terrestre

2. O Santuário Celestial

3. O Juízo Pré-Advento do Santuário Celestial

4. Analisando Hebreus 9:12: Jesus Entrou no Lugar Santo ou Santíssimo?

5. Bíblia Almeida de 1681 prova a doutrina do Santuário.


ESTUDE A BIBLIA CONOSCO.

Assista centenas de estudos bíblicos da Igreja Verdadeira


Canal Lições da Bíblia – (programa da TV Novo Tempo, financiada pela Igreja verdadeira)

Programa Código Aberto (estilo mais jovem, financiado pela Igreja Verdadeira)

DVD Os 10 mandamentos

DVD Apocalipse a Resposta

Vídeos de Esperança (Canal institucional, mas também com pregações)

Bíblia é lâmpada e luz

Também recomendamos os canais não oficiais (feitos por membros da igreja verdadeira):

Canal advento do pastor Samuel Ramos

Canal Samuel Ramos (segundo canal com novidades)

Canal de Michelson Borges

IASD AGUAS LINDAS GO.

Revista Time destaca ascensão Papal como Novo Império Romano


E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.
Apocalipse 13:8

Revista “Time”, edição de 20 de setembro de 2015. Título: “O Novo Império Romano”; subtítulo: “O Alcance Global do Papa Francisco”.
O mundo inteiro já percebe o que está a acontecer!
papa imperio romano time
restauracao do papado

sábado, 4 de julho de 2015

A IMAGEM DA BESTA.

O que é a imagem da Besta?


imagem da besta

Mas o que é a “imagem à besta?” e como será ela formada? A imagem é feita pela besta de dois chifres (Estados unidos), e é uma imagem à primeira besta (Papado). É também chamada imagem da besta. Portanto, para sabermos o que é a imagem, e como será formada, devemos estudar os característicos da própria besta – o papado.

Quando se corrompeu a primitiva igreja, afastando-se da simplicidade do evangelho e aceitando ritos e costumes pagãos, perdeu o Espírito e o poder de Deus; e, para que pudesse governar a consciência do povo, procurou o apoio do poder secular. Disso resultou o papado, uma igreja que dirigia o poder do Estado e o empregava para favorecer aos seus próprios fins, especialmente na punição da “heresia”. A fim de formarem os Estados Unidos uma imagem da besta,o poder religioso deve a tal ponto dirigir o governo civil que a autoridade do Estado também seja empregada pela igreja para realizar os seus próprios fins. O grande conflito página 443. (1888)